Mãe Divina 24.08.16 - O Princípio do Amor


Clique para baixar o áudio.

Clique para baixar o texto.

Eu sou a voz do amor, eu sou o canto do amor, eu sou o fogo do amor em todos os corações, eu sou a força misteriosa que une as partículas, eu sou a poderosa mão que sustenta os planetas em seu trajeto em torno de suas estrelas e as estrelas em torno do centro misterioso de luz. 

Eu sou a força que une as moléculas, eu sou o espaço misterioso que garante a unidade de todas as formas e sou a própria unidade da consciência, o espírito vasto, ilimitado, incontido, incondicionado; sou o sopro e sou centelha que propele a criação, sou água nutritiva e sou a terra que sustenta, eu sou a chama do amor.  

Eu sou Prem Shakti, Afrodite, Vênus, Mamãe Oxum. Eu sou Inana, Ishtar, Astarte, Hathor, Áine. Todos os nomes são os meus nomes, todas as formas são minhas formas e todos vós sois expressões de mim pois eu sou a Mãe do Amor. Princípio primeiro, princípio de todos os princípios, sentido. 

Filhos e filhas, eu vos convido a contemplar a lei universal do amor que é o princípio, no sentido de origem, de todos os princípios. Todos os princípios que nestes dias anteriores eu apresentei a vós, encontram seu princípio em mim. Todos estes princípios são reflexos de mim, são reflexos do amor, o primeiro movimento na natureza invisível que gera a natureza visível. 

O amor é o princípio de todas as coisas e o amor é a morada final de todas as coisas. No amor deveis buscar vosso princípio pois no amor está vossa morada eterna. Amor está para além de afeto, mas é também afeto; amor está para além do prazer, mas é também prazer; amor está para além do sexo, mas é também sexo; amor está para além da fusão, mas é também fusão. 

Fusão da carne, fusão da alma, fusão do espírito. O amor é a unidade e a garantia de que todo espelhamento dessa unidade se reencontrará na essência indivisa. O amor é isto, mas também está para além disto porque as palavras são pobres para abarcar aquilo que sou, as palavras são produto do som e conceitos e o amor é o princípio do som e o princípio de todos os conceitos. 

O que quer que se diga a respeito do amor sempre estará aquém dele. Sendo abarcado por mim, mas por nada jamais abarcada. Eu vos convido, portanto, à experiência vibratória, energética da minha presença em vós. 

Eu vibro neste momento o princípio da potencialidade, acolhei... 

...Eu vibro o princípio da graça, acolhei... 

...Eu vibro o princípio da entrega, acolhei... 

...Eu vibro o princípio da ação, acolhei... 

...Eu vibro o princípio do ritmo, acolhei... 

...Eu vibro o princípio do discernimento, acolhei... 

...Eu vibro o princípio da vibração, acolhei... 

...Eu vibro o princípio da interdependência, acolhei... 

...Eu vibro o princípio da sabedoria, acolhei... 

...Eu vibro o princípio do desdobramento, acolhei... 

...Eu vibro o princípio da polaridade, acolhei... 

...Eu vibro o princípio do propósito, acolhei... 

...Vibrai, vibrai o princípio de todos os princípios, vibrai a lei universal de amor. Reconhecei-vos neste amor e como este amor. Saúdem vossa própria natureza, saúdem a Mãe Divina que sois! 

Eu vos acolho, pois minha presença é vossa presença e minha natureza se acha interpenetrada em vós, eu sou a lei universal de amor, eu sou a face aglutinadora, sustentadora, criadora da energia cósmica universal. 

Eu sou Lakshimi Naraiani, eu sou o poder do amor: Prem Shakti. Sede o que sois, sede expressões de meu amor sobre esta Terra e reconhecei-vos como a fonte deste mesmo amor. 

Transcrição feita por colaboradores da ELV.
Mensagem canalizada por Selén - http://www.escolaluzviva.com.br/

Mãe Divina 23.08.16 - O Princípio do Propósito



Clique para baixar o texto.

Saudações filhos e filhas da luz, filhos e filhas da minha luz. Eu me revelo a vocês neste dia como a grande Deusa Augusta que ilumina o céu: Amaterasu-Omikami.  

Eu venho a vocês neste dia avivar a luz resplandecente que é a minha luz em vós, que é o arquétipo do Sol no céu, vosso coração ardente, a estrela interior, o portal galáctico. Eu venho vos falar do princípio do propósito. Propósito que apenas pode ser conhecido e reconhecido quando vocês aceitam quem são, quando vocês aceitam deixar brilhar o Sol interior. 

A lenda que gira em torno deste meu aspecto, este aspecto da consciência feminina, como Amaterasu-Omikami, trata de encontrar o próprio propósito. Oculta numa caverna, escondendo sua luz do mundo, Amaterasu, então, atraída pelo reflexo de sua própria luz, movida pelo brilho da compaixão, tomada pelo ímpeto da coragem, devolve ao mundo sua luz.  

Eu represento o princípio do propósito, eu represento a capacidade de transformação da realidade que aqueles que se veem, aqueles que se reconhecem, possuem. Eu não falo dos propósitos corriqueiros e banais. Estes propósitos são válidos para as ações corriqueiras e banais. Eu falo do propósito, no entanto, que orienta estações, eu falo do propósito que orienta planetas em seu curso, eu falo do propósito que lhes orienta, que lhes orienta através de sua encarnação. 

É bem verdade que todos os meus filhos e filhas que se encontram neste planeta neste momento tem apenas um propósito: conhecer-se, transcender a ideia de si mesmo, dissolver a identificação com a forma e se reconhecer como o Sol da Vida. Mas esse propósito se conforma a cada situação, a cada ambiente e a cada circunstância e para cada um de vós este propósito se revela com uma cor e um som particulares. 

Eu vos convido a contemplar o princípio do propósito, eu vos convido a contemplar o propósito em vosso interior. Há aqueles neste planeta que ainda andam rumo ao amadurecimento da autoconsciência, seu propósito também é a emancipação, seu propósito também é reconhecer-se como o Sol da Vida; porém, este propósito ainda se espelha em movimentos, em movimentos externos, no reconhecimento das partes mais superficiais e exteriores de si mesmo. 

Há aqueles, no entanto, que se acercam do grande momento da emancipação, há aqueles, no entanto, que já foram atraídos pelo brilho do espelho que reflete através de uma fresta na caverna sua própria, sua própria beleza, a verdade em seu coração. E para estes, eu digo: contemplai o princípio do propósito. Fora da caverna - e esta caverna representa a identificação com a imagem falsa de si mesmo, esta caverna representa a identificação com a ideia mal concebida, distorcida do que se é - fora dessa caverna, todos os deuses e deusas lhes atraem com seu canto, lhes convidam a sair, devolver vida à vida, devolver luz à luz. 

A estes eu digo: contemplai, contemplai o princípio do propósito, fortalecei o propósito já conhecido. Caminhai firmemente para onde o propósito lhes aponta. O mesmo vale para cada situação corriqueira, o mesmo vale para cada situação do cotidiano: consultai vosso coração.  

Eu vos concedo três joias, três joias que as lendas e, logo depois, a ambição transformaram em símbolos da dominação nefasta, mas três joias que originalmente na escola de mistérios dedicada a mim no extremo oriente, simbolizavam virtudes, virtudes extremamente relevantes para os filhos do propósito, para os filhos do Sol. 

Esses três tesouros simbolizam essas três virtudes, e a cada um de vocês diretamente a quem eu chamo de filhos e filhas, eu transmito mais uma vez o impulso destes três tesouros, dessas virtudes. 

Eu lhes oferto o espelho, o espelho da sabedoria, o espelho da honestidade. É preciso ser honesto consigo mesmo ao consultar o coração, é preciso que o coração seja um espelho, um espelho de sua própria consciência, é preciso que esse espelho esteja limpo para que ele não reflita imagens distorcidas.  

O espelho que eu lhes ofereço, a primeira grande joia, o primeiro grande tesouro é o espelho da honestidade e que gera sabedoria. Olhai neste espelho e vede com sinceridade o que emana de vosso mais profundo interior e qual é o pedido de vossa alma para que seja manifestado neste momento sua realidade. Isto serve para o grande propósito, isto serve para cada ação, para cada movimento de sua vida cotidiana sobre esta Terra. Eu vos concedo este espelho para lhes ajudar e lhes orientar em sua jornada.  

Também vos concedo a espada sagrada, a espada que representa a virtude da coragem, a virtude da ousadia. É preciso coragem e ousadia para seguir a voz do próprio coração, é preciso coragem e destemor para se manter fiel e leal ao próprio propósito, é preciso destemor, é preciso muita coragem para caminhar rumo a emancipação sem temer a falsa ideia da morte da pessoa.  

Os raios de meu Sol lhes tocam, lhes envolvem, dissipam um a um os cenários ilusórios. Dissipam uma a uma as falsas ideias e projeções de 'eu'. É preciso destemor, é preciso coragem para sustentar meu olhar siderador, para sustentar minha presença ardente, para que, então, minha presença seja reconhecida como um reflexo de sua presença e o ardor de meu fogo seja reconhecido como extensão do ardor do fogo que queima em vosso peito. 

Por fim, eu lhes presenteio com mais um tesouro: a joia, Magatama: a joia que representa a união das polaridades, a joia que representa a alma, a joia que representa o elo, a síntese. Filhos e filhas, entre a sabedoria e a coragem, unindo uma a outra: ação e contemplação, está a alma humana capaz de sintetizar, capaz de integrar os aparentes opostos, capaz de direcionar a ação de forma sábia e atuar sabiamente.  

A alma humana é o mistério, o mistério da unidade; a alma humana integra em si conscientemente espírito e matéria, vida e forma, sabedoria e ação. 

Aceitai estes presentes, estes tesouro que, na verdade, nunca estiveram longe de vós, nunca estiveram em nenhum outro lugar a não ser o sagrado templo dedicado a mim em vosso coração. Muito embora tenhais abandonado vossa posição de sacerdotes de meu fogo interior no templo de vosso coração, ainda arde a chama, ainda aí se encontram os três tesouros da emancipação. 

Visitai este templo, aí me encontrareis como reflexo de vosso reflexo que é reflexo do Sol primordial; aí me encontrareis, Amaterasu-Omikami, a grande Deusa Augusta que ilumina o céu. Não somente o céu deste planeta, mas especialmente o céu interior. Eu sou a força do propósito, eu sou a força e o vigor da ação sábia e da sabedoria prática. 

Eu vos convido: saí de vossa caverna, brilhai no mundo, estendei sobre todos as bênção de vossa presença; cultivai sabedoria através do espelho da honestidade, cultivai o destemor através da espada da coragem e cultivai a integração através da joia que é vossa própria alma. Eu vos envolvo em minha luz e transmito a todos vós as bênçãos do Sol radiante da Vida. 

Transcrição feita por colaboradores da ELV.
Mensagem canalizada por Selén - http://www.escolaluzviva.com.br/